gaiola

O ano era 1999, eu era jovem e havia começado a escrever profissionalmente… Leia: a ser pago para escrever.

O veículo era a Folha de São Paulo, onde tive uma coluna de música até 2005 ou 2006, não lembro mais, e um dos primeiros textos que fiz foi sobre o então novo CD do Mukeka di Rato — sim, o CD, não meu lindo vinil abaixo.

gaiola

Claro que a editora mexeu bastante naquilo que eu havia escrito e não deu o crédito da foto [do Fran], mas ter publicado algo sobre uma banda independente [de hardcore] no maior jornal da América Latina foi uma conquista e tanto.

Com a ajuda do scanner, tá aí abaixo!

tibiu_mdr

Primeiro Vale a pena ler de novo de 2013!

Notícias relacionadas:
R.I.P. Tony Sly – Relembrando a Entrevista com Tony Sly, do No Use For A Name
Gays ou não, vieram – Entrevista com: Todd Kowalski, do Propagandhi
Pintocore – Entrevista com Indayara Moyano e Estela Homem, do Infect
Ou Dá ou 10 – Volume 01 – Entrevista com Fabio Mozine, do Mukeka di Rato, Merda e Os Pedrero, em Junho de 2008

26 pensamentos sobre “gaiola

  1. Que foda mano.
    Você me disse que tinha trampado na folha, mas não sabia que era colunista lá.

    Porra, as vezes sinto raiva de ser jovem, e não ter vivido a época desses lançamentos históricos..
    Ducarayo.

    • pois é, MV, de 1999 a 2005 ou 6 eu tive uma coluna lá, no começo era bem difícil mostrar pra eles que existiam bandas independentes boas, com qualidade e tal…
      🙂

      não sinta raiva de ser jovem, tudo tem seu tempo!
      😉

  2. Muito massa, Tibiu!
    Isso é história hein..
    Acho esse e o “Carne” os melhores discos do Mukeka, mas o “Gaiola” tem o diferencial de ser um clássico..
    Gostei do “chiveta.com” ali, hehe.
    Espero que rolem mais pérolas dessas por aqui.
    Abráá!

  3. 99 foi o ano que eu me “matriculei” no hardcore, entre os meus 16/17 anos. E ainda sem internet, por incrível que pareça, era com a Mtv que eu começava a perceber tais “bandinhas”!! Acho que eu sou muito mais fã dessa época que eu não vi.

    Tibiu, já pensou em você comandar um DVD contando essa década de 90?

    • em 99 o hardcore nacional tava fértil, Tarcisio, você começou bem! 🙂
      nessa época tudo era muito mais inocente, a internet facilitou muita coisa…
      já me falaram/convidaram pra DVD, livro, documentário, TCC de faculdade, algumas coisas aconteceram, outras não..
      🙂

  4. você ainda tem o texto original pra gente comparar com o que foi publicado? (esse Heric força demais hein! ahahah)

    foda demais essa matéria ter sido publicada e esse seu vinilzão aê, muito bonito. tá de parabéns demais!

    eu ri do fato deles terem destacado tanto o ‘free-lance’, quase colocam maior que o seu nome, parece até que estão se isentando caso algum leitor escute o álbum e se sinta ofendido HAHAHAHAHAHA

    • bem que eu queria ter o original, Heric, mas infelizmente não tenho… queria ter também várias entrevistas na íntegra que viraram textos editados, mas também não devo ter…

      o vinil é lindo mesmo, Mozine vende bem ele, não é caro.

      ah, do “free-lance” era/é um padrão da Folha, mas rola isso que você disse também!
      🙂

  5. Pô, esse é o disco que mudou minha vida. Coisa linda desses filhos da mãe de vila velha. E eu lembro dessa tua coluna na folha, aliás foi por lá eu conheci teu trabalho. Ia estudar numa biblioteca aqui em Teresina e sempre tinha um exemplar da folha lá. Salvo engano era as terças ou quinta né? sempre esperava o dia pra ver o que tinha de novo…

    • poxa, que legal, Anderson!
      fico feliz de ter sido lido aí em Teresina nessa época, onde as informações não eram tão fáceis…
      tá aí um lado bom da internet, saber que minhas dicas rodaram nesse Brasilzão! 🙂

      era nas segundas!
      🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s