Heffer sem H

Não sei dizer quem é o maior nome do hardcore melódico brasileiro, mas tenho certeza que sem o Heffer muitas bandas não teriam existido.

Lembro da época que era motivo de piada perguntar pro Phil, pro Paulista e pro Gaba sobre o CD, eles sempre riam e diziam que um dia ia sair.

Lembro também dos shows vazios aqui em São Paulo, inclusive numa Verdurada chuvosa no Belém… Lembro de algumas apresentações que vi fora daqui, e acho engraçado o boom de agora.

Nesta sábado, dia 25/08, o Hangar 110 vai receber o Reffer, os caras vão lançar uma coletânea (via Urubuz Records, Spider Merch e Hearts Bleed Blue) reunindo 20 faixas de toda sua trajetória.

Este será o show oficial de lançamento do álbum [capa abaixo] e terá ainda Rawfire e Horace Green.

Conversei com o guitarrista/vocalista Philippe Fargnoli pra saber um pouco mais disso e ele liberou exclusivamente na TramaVirtual seis sons, clique aqui e vá lá ouvir, sô!

Formado em Belo Horizonte na metade dos anos 90, o Reffer (inicialmente com H) virou referência no hardcore melódico brasileiro. Existe toda uma geração que não chegou a pegar o fim do grupo no final dos 2000, mas hoje faz, ou tenta fazer, o que os mineiros começaram lá atrás. No ano passado Philippe Fargnoli (guitarra/voz) reuniu seus velhos companheiros Felipe Paulista (baixo) e Ian Dolabella (guitarra), para a bateria ganharam o reforço do ativo Thiago Babalú. Esta semana sairá uma coletânea homônima e haverá um show no tradicional Hangar 110 no sábado (25/08), por isso conversamos com Phil a respeito. Ele liberou exclusivamente aqui na TramaVirtual seis sons, dois para download. Confira!

Fale um pouco do processo deste disco, eu tava pensando que era algo novo…
Esse não é um disco novo, é a junção de 20 músicas de toda a trajetória da banda. Tudo remasterizado e com 12 músicas remixadas. Foi feito no Rio de Janeiro no Estúdio Superfuzz do meu camarada Gabriel Zander (Zander) que mixou junto comigo e remasterizou. Ele tem apenas uma música regravada com a formação atual, que foi a “Hidden Scars”, em 2010 aqui em São Paulo nos Estúdios Mega.

Quem fez a produção?
Eu produzi. Desde os primeiros sons gravados da banda em 1995 eu comecei a me interessar pelo lado de gravação e produção. Acho que porque na época não existia ninguém que colaborasse bem ou entendesse direito o que realmente queríamos fazer, e desde então eu fui pilotando o barco.

Qual o nome do disco e quem vai fazer o lançamento?
É um CD homônimo, chama Reffer, tipo um self title mesmo. Além da Urubuz Records que lançou o Interference em 2001, outros dois selos estão trabalhando em conjunto para o lançamento ainda nessa semana, a Spider Merch e a Hearts Bleed Blue.

Qual a expectativa que vocês tão em relação aos shows?
Fizemos seis shows no ano passado e foi muito foda a resposta do público. Estávamos sem tocar as músicas há muitos anos e foi muito prazeroso estar com os antigos companheiros de banda e presenciar uma galera curtir um show que não tiveram oportunidade de ver enquanto a banda estava na ativa.

Em qual processo anda o DVD de vocês?
O processo está sendo bem tortuoso nesse DVD. Já estamos na terceira tentativa, com uma terceira pessoa montando o material e mesmo assim ainda não terminamos. Acho que a questão de demorar tanto foi o lance de ser feito tudo na camaradagem, que por um lado é massa, mas por outro é embaçado. Ficar contando com tempos vagos entre as prioridades não é fácil, mas está sendo feito assim.

E qual é o conteúdo dele?
É um documentário sobre a banda e sobre os anos 90, com shows e ensaios. No momento estamos andando bem na finalização, mas não quero colocar mais prazo nisso, quando sair saiu.

Quais são os próximos planos?
Fazer alguns shows lançando e comemorando esse CD, e em breve esse DVD.

17 pensamentos sobre “Heffer sem H

  1. Mesmo não sendo uma das minhas bandas favoritas curto o trabalho deles ja se passaram dez anos desde a ultima vez que vi um show deles quem sabe rola um por aqui outra vez!!!

  2. Vi o Reffer ano passado no hangar 110, pela primeira vez também, rolou uma parada meio chocante com um moleque que deu um stage dive no chão, e começou a ter uns ataques, foi sinistrão mesmo.

    Mas os caras também são referencia no hardcore melódico, acho legal bandas assim voltarem, fazer lançamento de músicas que não foram gravadas, e ou são pouco conhecidas. Só fico meio desconfiado quando tentam lançar som novo, daí é uma outra história..enfim, se páh, tô lá no hangar pra prestigiar esse lançamento. >.<

    • caray, MV, não tava sabendo desse stage dive mortal do jovem, assustador isso!

      cara, o Reffer tem o Phil, e o Phil é metódico, então se for sair algo novo, ele vai mexer tanto que só vai sair em 2020!
      😉

  3. Essa banda é nostalgica pra mim… uns 10 anos de lembranças e escuto até hoje!

    Queria colar nesse role ai mais vou ter que trampar, bad! 😦

  4. Conheci a banda um pouco antes dela acabar, acho que foi em 2003, não tenho certeza, até acessava um blog que eles têm/tinham (boa parte da história da banda ainda tá arquivada ali..), mas fui passar a gostar mesmo bastante depois que ela acabou.. Acho foda o som dos caras!
    Estranho que realmente parece que boa parte das pessoas que curtem a banda hoje conheceram depois que acabou, mas antes tarde do que nunca né? Hehe.
    Sábado vai ser legal!

    • lembro deste blog, Arthur, tem muito material deles mesmo, mas eles pararam de atualizar, né?

      também acho que muita gente que curte hoje conheceu depois que acabou, eu acho engraçado no sentido de que na época a banda não era assim “cultuada”, então acho divertido isso!
      🙂

      sabadão tá aí, rapá!
      🙂

  5. Pingback: the enemy west coast tour 2012 | chiveta ——¬

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s