brown show

No mês passado tive um sábado extremamente agradável ao lado de Rogério Japa, Raphael Araújo e Quique Brown, que começou com um rolê atrás de vinis, passou por um almoço num restaurante libanês exótico e terminou na Zona Norte gravando um clipe.

Lá encontramos Fernando Rick, Binho Miranda, Marcelo Appezzato, Clara Averbuck, Raphael Borghi e uma galera empolgada pra fazer um vídeo gore.

O resultado, Pedra, tá abaixo!

Seria lindo ver a linda Marimoon apresentando isso, mas será que a MTV vai passar?

Parabéns a todos envolvidos, realmente ficou sensacional!

Abaixo a cobertura!

Sabadão pós-feriado, você quer descansar um pouco mais, se jogar no sofá e dormir pelo resto do final de semana, certo? Errado, você quer ação… Luzes e câmeras estão no pacote! Na sexta recebo um convite via Facebook: acompanhar a gravação de algumas cenas de um clipe do Mukeka di Rato. Quero detalhes! Ok: programa de auditório cafona, crack (de mentirinha!), usuários na nóia, o diabo em um terno branco e muita (MUITA) gosma. Quem mais poderia ter feito um convite desse senão o próprio tinhoso?! A faixa escolhida foi “Pedra”, presente em Atletas de Fristo (2011), cuja letra fala desta (não tão nova) praga na sociedade. Comendo o pão pelo diabo excretado, ela diz, e isso praticamente aconteceu na garagem da Zona Norte de São Paulo que serviu como locação.

A direção ficou nas mãos de Fernando Rick e o roteiro de Marcelo Appezzato, dupla da Black Vomit Filmes que fez o vídeo em co-produção com a Locomotiva Filmes. Velhos conhecidos da música extrema nacional, principalmente por Guidable, excelente documentário que passou a limpo as quase três décadas de Ratos de Porão.

[fotos: um tal de Ricardo Tibiu]
noias01

Completando a ficha técnica: direção de fotografia de Fridériks Raulis Maudrum, assistente de direção e produção Marcelo Miranda, produção, logger e locação Mateus Carrasco Kornetoff, efeitos especiais Raphael Borghi e making of e assistência geral Binho Miranda.

[fotos: um tal de Ricardo Tibiu]
noias02
acima: Appezzato, Quique e Rick

Tudo gente envolvida com o underground/independente até o pescoço. O cabelo do capeta, por exemplo, foi penteado por Clara Averbuck, escritora e vocalista da Oneyedcats. O demônio é Quique Brown (Leptospirose, Cardápio Underground), o nóia master é Rogério Japa (Merda, Sky Down), Appezzato é vocalista do Hutt, Binho Miranda foi o responsável por Breaking Brazilian Bones In Europe e Raphael Araújo que acompanhou a gravação toca no Morto Pela Escola e faz parte da revista Underground do Underground.

[fotos: um tal de Ricardo Tibiu]
noias03

Completam o cast de nóias Rui Villani (lembra do filme Feto Morto?) e Tuca Moreira, e a crackeira Thaís Mayume Carvalho Higa, do X-Plastic, referência em altporn no Brasil.

[fotos: um tal de Ricardo Tibiu]
noias04

Clique aqui para conferir as horríveis fotos que fiz!

ps* sobre os vinis, a quem possa interessar, foram adquiridos na Galeria Nova Barão, um Spazz na Tuca Discos e um R.A.M.B.O. na The Records, duas lojas recheadas de coisa boa e vendedores que realmente entendem do assunto. #ficadica

12 pensamentos sobre “brown show

  1. DUENSSA

    uns anos atrás a MTV só ia passar essa parada de madrugada e OLHE LÁ, já censuraram até clipe do karnak. hoje em dia… tem youtube, quem precisa de mtv.

      • eu lembro do André Abujamra falando isso aí, mas faz tempo. parece que eles fizeram um clipe cheio de sangue pra uma música lá e só passava de madrugada. esse do ratos que foi censurado é o covardia de plantão não é? sensacional também.

  2. Pingback: 10agradável | chiveta ——¬

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s